sábado, 10 de dezembro de 2011

Apresentação de final de ano na escola

Estou na correria de todos os fechamentos possíveis que uma empresa pública pode fazer em fim de ano. Some-se a isso o fato de às vezes eu sair para acompanhar Paulo em alguma consulta médica e PRINCIPALMENTE ao fato de pedido férias para janeiro. Não preciso dizer que há uma espada sobre minha cabeça, neh.
A apresentação de Marina estava marcada para 9:30h, então se eu não fosse trabalhar perderia a manhã inteira e havia um assunto importante a despachar logo cedo. Saí de casa às 6:30h jurando que às 8h eu sairia de lá e tudo daria certo. TUDO que podia, deu errado. Acabou comigo correndo (literalmente) pela rua da escola e pensando:
"Precisa disso não, ela só tem 3 anos, são quase 10h, acho que já acabou tudo, mas pelo menos ela vai me ver, a gente tira umas fotos e peço a ela para dançar para mim. Ah, as primas estão na plateia, as professoras, o pai, ela nem vai sentir minha falta, eu é que boba" Pensando, claro, pq se eu fosse falar isso tudo não sobraria um só foleguinho p/ me manter correndo.
Cheguei, perdi a primeira apresentação, mas Paulo gravou. Assim que me viu, antes do beijinho, do "Oi", do "que foi q houve?"
- Assim que ela apareceu no palco perguntou CADÊ A MINHA MÃE!?
(Lição de 2010: seja pontual nas apresentações de sua filha)

Um comentário:

Genis disse...

Passando por aqui pra desejar muita paz nesse Natal e saúde pra todos os familiares!
Beijos, Genis