sábado, 24 de dezembro de 2011

Mensagem de Natal porque calhou de ser sábado

Ontem um colega de trabalho perguntou "Minha filha, andou trocando as ferraduras, foi?" E percebi que sim, que ando metendo o coice a torto e a direito. Não tem nada a ver com época natalina não, mas com acontecimentos no próprio trabalho. A correria de final de ano para quem trabalha na área financeira é piorada com o estresse de quem não consegue se controlar (tipo eu) e sai coiceando ou jogando batata quente nas mãos alheias.
Neste ano coloquei em prática duas decisões tomadas no Natal de 2010, então não deixei para comprar os presentes em dezembro e nem trabalhei de forma alucinada antes das férias. Todo ano adoeço antes das férias - como ocorreu neste também, mas é um resfriado e ainda tenho uma semana para me curar. Quanto aos presentes comecei a comprar em junho e desde novembro não saio de casa desesperada para nada. Uma bênção!
Andei trabalhando até muito tarde e fiquei quase esgotada, então diminuí o ritmo e até consegui energia para estar aqui blogando. E que danado de título é esse? É justamente para explicar que se o Natal não "caísse" no sábado eu não teria condições de escrever aqui. Vê que situa!
Duas vezes ao ano faço a faxina nos roupeiros (meu e de Marina) e separo as peças para doação, abrindo assim espaço para a chegada de novos. Sempre doamos roupas seminovas, isso evita algum constrangimento por parte de quem irá recebê-las e me mantém atualizada no item "desapego".
Sobre isso também realizei uma promessa de ano novo que venho cumprindo: não acumular nada. Limitamos o número de itens iguais a 3. Assim: 3 camisetas para passeio, 3 vestidos de noite, 3 bolsas, 3 sapatos. Dessa forma, no meio do ano já preciso trocar mesmo, as pessoas que vão receber ganham peças boas e lá estarei eu com peças novas e com dinheiro sobrando para outras compras ou para a poupança. É claro que não trocu tudo, as bolsas e sapatos, por exemplo, costumam durar mais tempo.
Com os brinquedos e alguns livros da Marina  vou dar um tempo e me juntar com outras pessoas e fazermos um bazar de trocas (segunda promessa de ano novo).
Agora, me diga mesmo, como é que uma pessoa vai falar de Natal e só escreve sobre compras, presentes e afins - AHA! Se você chegou a esse questionamento meu objetivo foi alcançado e mais uma alma salvou-se do purgatório. É claro que AO CONTRÁRIO DO QUE PARECE Natal não se resume a comidas e presentes e para isso aqui vai a mensagem mais legal de Natal que encontrei.

Tenhamos ótimas festas de fim de ano!

Um comentário:

eu tamanho familia disse...

Também desejo à você e sua família....muito amor, paz e harmonia...Grande Abraço
Fer