segunda-feira, 16 de setembro de 2013

"Mãe, e árvore é brinquedo?"

Marca visual do 1º piquenique na praça
Fomos ontem ao 1º piquenique na praça de Maceió (detalhes, no link da foto). Quem fomos? Eu, cestinha, máquina fotográfica, material para fazer massinha de modelar caseira, minha cria e crias alheias e o cartaz-convite para a Feira de Troca de Brinquedos e Livros Infantis \o/

Depois de alguns EEEECAAAA adoraram

Daí as pessoas iam chegando e eu dava maiores detalhes, mostrava foto da primeira e trocávamos contato. Se a pessoa me desse mais 5 minutos de trela já era convidada para voluntári@

Mas foi diante dessa visão que uma garotinha de 3 anos fez a pergunta-mágica, que não me sai da cabeça: "Mãe, e árvore é brinquedo?"
Ela reconheceu naquela movimentação em torno da árvore diversão, brincadeira...reconheceu na árvore um objeto...e se estavam brincando com só podia ser um brinquedo...mas isto era tão inusitado para ela que depois de toda essa elaboração precisou da confirmação da mãe. Mãe que subiu na árvore diante dos olhos abismados da filhinha.
E meu coração se encheu de felicidade por estar presente a uma descoberta tão linda, em ver a menina descobrir na Natureza, no que há de forte a nos ligar com o Universo...um brinquedo!
Voltei para casa e passei o dia meio abobada, embevecida com tudo vivido nesse dia, mas nada me fará esquecer os olhinhos da pequena diante da descoberta...
...que ela só fez porque a mãe sacou o casal de filhos, transpôs um caminho deserto e atendeu ao chamado da praça
...que só se deu porque uma turma de mulheres se uniu, lançou a proposta e aceitamos ao convite
...porque estamos ávidos por árvores e vento e terra miúda surrando as pernas e crianças correndo e caindo no fofo da terra e não no porcelanato do shopping!

Nessa árvore, onde eu e minha irmã subimos e caímos dela tantas vezes, levadas por nossa mãe quase todo domingo - nossa mãe que trabalhava fora e dentro de casa, que ficou viúva grávida de minha irmã e comigo com 2 anos de idade. 
 Nessa árvore-brinquedo-eterno que não é mais tão fácil de subir aos 41 anos, mas que eu não podia deixar de abraçar, de me fazer reconhecer e matar saudades!


3 comentários:

moranguinho disse...

Patrícia super hiper mega emocionada...amei esse texto, perfeito....

Patrícia Gomes disse...

Obrigada, moranguinho! Mais emocionante ainda é receber da Vida a chance de presenciar essas cenas e ter sensibilidade para recebê-las como dádiva, né?
Obrigada pela visita e volte sempre :-)

Uma parte de mim disse...

Uma pena não ter ficado há tempo dos meus meninos brincarem com a massinha.Amei o texto e da mesma maneira me senti feliz por estarem se divertindo na terra, na árvore sem custo algum para isso.
Uma pena ter trocado poucas alavras com vc, uma pessoa maravilhosa, (digo já de passagem) rsrs, até o próximo bjooo