domingo, 3 de novembro de 2013

Asta la vista

"Cada pessoa deve escolher o ritmo de seu crescimento, sua evolução e as ferramentas que irão auxiliar em sua jornada." 
Do livro digital: Reiki Sistema Ocidental, de Varno

Parece tão óbvio, mas para ser verdade a pessoa que lê precisa acreditar que pode evoluir, que possui uma jornada e que há ferramentas à sua disposição.
Encontrei a sentença acima escrita da mesma forma em outras passagens desse livro, mas só na página 186 é que começou a piscar à minha frente! Primeiro pensei em aconselhar a um amigo, baseada nela! depois fui lembrando de outras - sempre outras - pessoas que precisavam conhecê-la. Até que me reconheci, lá no fim da fila, entre discreta e escondida, mas totalmente consciente de colocar em prática...o óbvio!
Percebe-se que devo estar no segundo ou terceiro degrau evolutivo tamanha foi a minha dificuldade em ouvir o livro falando PARA MIM. Há alguns dias brinquei no face sobre meu dedo-podre para escolher amizades, devido a tantos acontecimentos nefastos que se sucederam neste ano relacionados a "amigas" minhas da onça.
A primeira cacetada foi a que mais doeu, depois a porteira abriu e a mamãe aqui, que já é de poucas amizades, percebeu que os céus tem algo a dizer..."aloou!"
A última foi pouco depois de ler a frase do livro pela enésima vez (num tom de mais de 400 páginas isto é possível) e não me causou tristeza nem dor, mas estranheza pela atitude da moça. Depois de pensar um pouco me veio um sentimento de liberdade! Imaginei que essa pessoa tem o sagrado direito de não querer fazer parte da minha vida, inclusive saindo sem fechar a porta e deixando sua cópia da chave. Desta vez, meu coração ao invés de quedar-se em pranto, agradeceu por tudo quanto vivemos juntas e continuou sentindo-se ligado a ela. Desta vez, sem tristeza, dor, saudade, raiva, pensa (de mim e da outra pessoa, é claro), rejeição ou rancor.
Vi-me sozinha à beira do cais, olhando o mar, sentindo o vento no rosto, envolta em tanta paz que somente a palavra LIBERDADE me vinha à mente. A minha liberdade de escolher seguir, parar, voltar...e a dela, de fazer a escolha que quiser sem ter que me carregar junto.
Do Pinterest, mas não lembro qual painel


2 comentários:

Rafaella disse...

Essa liberdade é importante, pois se algumas pessoas não saissem de nossas vidas, não conheceriamos outras!
E quando temos elas do nosso lado, temos que aproveitar ;)
Bjs

Patrícia Gomes disse...

Pois é, Rafa, e sabia que eu não tinha olhado sob essa ótica? Bjus e uma semana iluminada!