domingo, 2 de fevereiro de 2014

Desapego de mãe

Sim, meu vestido novo, nunca usado, já pintado


Para quem é mãe de primeira viagem, mas bem no comecinho mesmo...aprenda agora pq vc começa a escalada para o desapego. Eu comprei pela Net O VESTIDO! Chegou mais bonito do que eu esperava. Lavei meu vestido de crepe, pendurei e saí para trabalhar. Marina, decidiu - depois que o pai mandou-a limpar o tapete - que aquele monte de pano ali pertinho era a melhor ferramenta. Quando Paulo viu lá estava Marina e o vestido voando sala acima-abaixo...varrendo tintas e gliter. A manchinha clara, não se enganem, é apenas uma pataca mega-endurecida de gliter em cima de uma básica tinta verde-limão para tecido. O resto: tinta azul para parede. Só.
Não senti vontade de chorar, juro. Vesti, vi que não dá pra usar aquela esculpa "putz, acabou de sujar no carro!" e fazer cara de Monalisa. A barra, do lado da tinta, fica até mais pesada.
- Ow Marina, vem cá. (Veio) Olha isso aqui...
- Eita mãe (...arrasada...) desculpa. Rapidamente se recompôs e: Olha, meu pai é artista, pode deixar que ele resolve isso pra você!
- Acho que não, Marina, eu já falei com ele.
- Eita, mãe, desculpa mesmo.

Nem me aborreci, de verdade, por isso que o desapego é real :-)

2 comentários:

✿ Rê ✿ disse...

Já aprendi esse desapego.
Nossos filhos são mais importantes do que qualquer bem material.
Muito bonito o pedido de desculpa, acho super importante isso.
A respeito da mandioca, a melhor maneira é comprar o pacote que mencionei no post. Facilita muito.
Obrigada pela visita.
Tenha uma ótima semana!
Com carinho

Mãe, Esposa, Mulher!

Patrícia Gomes disse...

Valeu, Rê! E assim que fizer o bolo, te oferto um taco :-)
Bjus