domingo, 6 de outubro de 2013

E o dia da Feira chegou! \O/


Montagem "by Marina" *

* A divulgação da imagem das crianças foi devidamente autorizada por seus responsáveis.
A Feira deste ano foi uma surpresa até dias antes. No dia 29/09 caí doente, incapacitada até de pensar, que dirá levantar da cama e tive que cancelar a feira, pois estava com poucos voluntários, todos inexperientes e não se sentiam seguros para estarem à frente. Agora que já viram que brincar é fácil, sei que teremos mais esse problema.
Quando postei no Facebook sobre o cancelamento três Valquírias se ergueram e levaram a coisa adiante. Durante a semana melhorei um pouco a cada dia e a força da Aliança era o pó de pirlimpimpim que estava me curando. Fernanda Café, Thaísa Costa, Kelly Barbosa e Paulo Caldas se postaram e a Feira aconteceu. E, para mim, o melhor: estive lá!
O tapete após algumas trocas
Foi a que tivemos menos visitantes e menos voluntári@s, mas mais crianças e maior integração entre crianças e adultos, sendo seus parentes ou não.
Conforme eu disse neste texto no site Infância Livre de Consumismo, gostaria muito que o piquenique se transformasse num lanche coletivo e que a contação de histórias fosse também coletiva. Acreditando que o Universo às vezes compensa a gente quando menos esperamos, foi isso mesmo que aconteceu e quem comandou a contação foi o pequeno que aparece aqui...para mim uma emocionante revelação!

Confesso meu estado de saúde deixou-me sem a agilidade habitual e o momento de marcação dos brinquedos como também da troca foi um pouco confuso, mas não houve nenhum problema entre as crianças, apenas algumas interferências maternas/paternas que nas edições anteriores não ocorreram. Creio que isso se deve a quantidade pequena de voluntários.
Enfim, estávamos numa praça, com bola, corda, elástico, brinquedos, crianças...e adultos que lembravam como era bom brincar...
Mães brincando de "amarelinha" ou "avião", com era chamado no "meu tempo"

Como sempre tem acontecido a pintura facial é a principal atração! Tivemos que limitar uma pintura por criança senão acho que as trocas nem aconteceriam.


Agora, o melhor da festa! Marina não quis levar nada para trocar. No balaio de doações coloquei uma boneca sua, grandona, para chamar atenção mesmo. Quando a troca começou...
- Mãe, eu quero a boneca que a Luisa colocou n cesto, eu quero trocar...
- Mas você não trouxe nada, lembra?
- Eu posso trocar aquela grande!
- Certo, vá lá chamar a Luisa.
Luisa aceitou a troca, sem entender bem que troca era essa, já que a outra já foi mesmo doada. A mãe de Luisa, me olhando com cara de desespero, achando a troca injusta e morrendo de alegria por minha filha ter caído na farra, ter sentido vontade de fazer parte e não pensar duas vezes em se desapegar duma boneca que ela NÃO queria nem falar em trocar!
Alguém me diz quem está mais satisfeita com a troca? 
_/\_ Minha profunda gratidão à minha mãe, ao Paulo, Fernanda Café, Vany, Patrícia Carla, Patrícia Crisóstomo, Kelly, Renata, Thaísa, aos participantes e tod@s @s @aliançados (participantes da Aliança pela Infância) que torceram por nós nesta semana e emanaram muita energia boa para a Feira acontecer! 

8 comentários:

Anne disse...

Patrícia, fiquei sabendo do evento na sexta e por pouco eu ficaria de fora. Mas queria muito uma experiência diferente pra minha filha e por isso fomos. Ela só topou levar uma bola, mesmo pq ela nem entende muito bem o que é uma troca. Para minha surpresa ela encontrou quem se encantasse com a sua bola e a menininha havia levada uma boneca pela qual ela se encantou. E, feito! Trocaram na maior tranquilidade! E ela está desde então às voltas com a boneca, na qual colocou o nome da coleguinha que levou a boneca pra feira. Foi uma tarde deliciosa. Espero que logo tenhamos a oportunidade de participar de mais momentos assim (espero que não seja preciso esperar mais um ano, rs). Ah, foi a primeira vez que participamos. Quem sabe da próxima vez eu possa auxiliar de alguma forma? Abraços e obrigada!

Rafaella disse...

Que legal a feria einh..
Mas e você esta melhor? Espero que sim!!!
Bjs

rhaqueisy almeida disse...

Eu gostei muito , pena que não pudi ficar ate o fim , Adorei a proposta da troca de brinquedos, apesar do meu pequeno ainda não se acostumar com a ideia ,mais foi muito valido ate por que ele acabou trocando o seu brinquedo por um pra sua irmazinha , e no final ele me falou que ficou feliz por sua ela :) Mãe do Brayan e Rhayssa

Patrícia Gomes disse...

Rhaqueisy, nem os adultos estão acostumados a isso, mas pode crer que criança se habitua bem mais rápido! Adorei seu comentário e o Brayan, já sabe, tá de voluntário na próxima!

Patrícia Gomes disse...

Ai, Anne, que delícia teu relato! Minha linda, vc não sabe como precisamos de voluntários p/ a Aliança em Maceió e é claro que vc poderá ajudar, sim. De muitas formas...vamos nos falando. E vc vai adorar!

Patrícia Gomes disse...

Pois é, Rafa, quase não saiu mas a Aliança entre os corações de mães e pais foi mais forte e fez tudo acontecer. Hj fiz mais duas, acredita? Essas crianças vivificam a gente, estou bem melhor! Bjus

Patricia Crisóstomo disse...

A feira foi ótima, mulher! Muito obrigada você por ter me chamado. Mais uma vez, Laís amou!

Patrícia Gomes disse...

Que bom, Patrícia! Fico tão feliz por vc quanto por Laís! Vamos marcar o bookcrossing kids com ela e as minhas?